Maio, mês de Maria.

E mês de regressar a um projecto que, ainda bébé, muito gozo já me deu, a Dona Bitaites. Não sou pessoa de meio termo, em nada. Quando comecei a não publicar um dia ou outro, depressa dei por mim sem publicar mais de um mês. Haja disciplina. Volto aos diários!

Neste período de ausência cumpri alguns objectivos, comecei a fazer Pilates, bebo diariamente 0,5L de água (ainda não é grande coisa eu sei, mas chegarei lá) e estou no mês de começar as caminhadas. Dois dias por semana, uma hora em cada dia.

Em Abril marquei na pele dois amores, o perfume das rosas, um coração e a eternidade.

Aprendi a respirar e tornei-me mais alta, literalmente, obra de Pilates.

O tempo tem passado muito depressa. Sempre acreditei que quando tivesse todo o tempo para mim, teria todo o tempo do mundo. Mas não é assim, de todo! Tenho a sensação que agora os dias ainda passam mais depressa do que antes. A grande diferença está na sensação interior que o passar do tempo me deixa, mais de bem com a vida, menos ansiosa, mais serena.

Sempre gostei de Maio. Neste mês o sol aparece de forma assídua, os dias são ainda mais longos, e nos meus tempos de estudante era por esta altura que aparecia o cheiro a férias, parecia-me sempre um fim de um ciclo (o das aulas) e o início de outro (o das férias grandes), mais leve e bem disposto. É exactamente isso que espero de ti Maio de 2017, e que sejas um mês de amor! ❤️

Facebookmail

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *