Calma na alma.

Sempre tive dificuldade em pensar no vazio, no nada. Sou das que olha sem ver e fala sem ouvir. A ansiedade tira-me a paz e embrulha-a em mau feitio com resposta pronta e afiada. Corro pelo tempo, possivelmente para não o sentir passar. E por graça, nem sei correr, não consigo coordenar movimentos e respiração.

Com esta experiência que tenho vivido, a de ter todo o tempo do mundo para não fazer nada, tenho percebido que tudo tem mais conteúdo. Há muito para ver, para (re)conhecer, para saborear, para pensar. Hoje, ao andar nas ruas da minha cidade, nas mesmas de sempre, tive a sensação de que estava a ver em 3D o que antes via em 2D. Engraçado quando a meio da vida percebemos que na outra metade éramos outra. 🌻

Facebookmail

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *